BIO

Atualmente com 30 anos, Filippe Dias figura entre os mais renomados guitarristas brasileiros da nova safra, e é reconhecido como um dos grandes nomes do blues nacional da atualidade. 

Tocou por algum tempo na noite e logo passou dos botecos e pubs para palcos maiores, sendo posteriormente selecionado para integrar o elenco do reality musical Geléia do Rock, da Multishow, ficando entre os finalistas do programa.

Em 2016, lançou seu primeiro disco, Borderliner. Com produção de Amleto Barboni, o trabalho autoral, que figurou em algumas listas de melhores álbuns do ano, contou com a participação do organista austríaco Raphael Wressnig, além de grandes nomes do cenário do blues nacional, como Adriano Grineberg, cujo quarteto integrou nesse período. Paralelamente, viajou pelo Brasil com a banda de rock nacional Rotação Inversa, abrindo shows de nomes como Titãs, Paralamas do Sucesso, Nando Reis, Zeca Baleiro e Frejat, entre outros.

Em 2017, com apenas 3 anos de carreira profissional, foi finalista do Prêmio Profissionais da Música/Music Pro Awards nas categorias Criação - Artista de Blues e Criação - Arranjador, ao lado de alguns dos maiores nomes da história do blues nacional. Também produziu a trilha sonora do show Piadas Curtas, do comediante Patrick Maia, com quem já havia contribuído na produção de trilhas e vinhetas para seu podcast Porcos Voam, e ao longo do ano vem contribuindo com diversos artistas na produção e gravação de guitarras, com destaque para sua participação no mais recente trabalho do artista britânico Nightmares on Wax/DJ E.A.S.E., ao lado de músicos da Nômade Orquestra, a convite da Red Bull Station.

Em 2018, é novamente finalista do Prêmio Profissionais da Música em duas categorias – desta vez, nas categorias Artista de Blues e Som de Rua. Ao longo deste ano, esteve em turnê com o comediante Patrick Maia, executando a trilha sonora de seu novo show, Piadas Curtas, participação registrada no novo DVD do comediante, a ser lançado no Netflix em 2019. Também lançou, ao lado da cantora santista Dani Vellocet, 'Amores’, disco que conta com arranjos do músico e uma música de sua autoria, em que trabalhou ao lado de Adriano Cintra (Ex-CSS), Diogo Strausz e Rogério Flausino (Jota Quest).

Seu trio, Filippe Dias Trio, passa a ser referência na cena Paulistana, angariando seguidores por todo o país. Em agosto desse ano, lançou 'Live Sessions', primeiro disco do Trio, produzido, gravado e mixado pelo próprio artista.

À frente de seu Trio, integrou, ao longo do segundo semestre de 2018, o line-up de importantes festivais, como o Vale Music Festival (MG), O'Malley's Blues Festival, Festival Tales From The Blues, em Tremembé, e o Festival de Blues de Jacareí.

Em 2019, é vencedor do Prêmio Profissionais da Música, na categoria Melhor Artista de Blues, e esteve presente em grandes festivais, como o 14o Festival Internacional Ilha Blues, além do 1o Jazz na Serra, em Santo Antônio do Pinhal. Em outubro, integrou o line-up do Rock in Rio 2019, ao lado da cantora Dani Vellocet.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Young guitar prodigy Filippe Dias is one of the most promising acts in the Brazilian blues scene. In a short 3-year career, the musician has already achieved great notoriety as one of the great new talents in the Brazilian blues segment.

In his debut album, Filippe showcases both musicianship and arranging talent, not just great taste in guitar work as one would expect from a guitarist's album. After being introduced to a writer's musicless lyrics, the musician adopted them as his own, conceiving elaborate arrangements and music inspired by classic R&B, blues and jazz feels, however in a modern fashion that will please both blues and pop enthusiasts. Produced by Amleto Barboni, Borderliner was mentioned in some "best albums of the year" lists, and features some of the best names in the Brazilian blues scene, as well as Austrian organist Raphael Wressnig.

The artist is also featured in a variety of musical projects, working in collaboration with piano blues master Adriano Grineberg, Adriano Cintra (Cansei de Ser Sexy/CSS), and as the guitar player of the rock'n roll band Rotacao Inversa, which was an opening act for some of Brazil's biggest rock acts during the last year.

In 2017, 2018 and 2019, Filippe Dias was a finalist at the Brazilian Music Pro Awards in a variety of categories, including "Best Blues Artist", and was featured in some of Brazil's most important Blues Festivals, like Vale Music Festival (MG), O'Malley's Blues Festival, Tales From The Blues, Festival de Blues de Jacareí, Jazz na Serra and Ilha Blues Festival.